Dimensão Social - Saude/ Governador disse que vai buscarrecursos para equipar a unidade

O ntem, durante visita a Piracicaba, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) garantiu que o HR (Hospital Regional) entrará em funcionamento ainda neste ano. O anúncio foi feito durante a entrega de moradias populares no Residencial Parque dos Ipês, no bairro Vila Sô- nia. O prefeito Barjas Negri (PSDB) confirmou a perspectiva de que até o fim do segundo semestre o hospital comece a atender ainda que em caráter parcial. Durante entrevista coletiva, Alckmin disse ter sido informado pelo prefeito Barjas Negri que as obras de adequação do ar condicionado do HR estão adiantadas e serão concluídas nas próximas semanas. Disse também estarem “bem encaminhadas” as conversas com a Unicamp, que deverá ser a instituição responsável pela gestão do hospital. “Assim que o município concluir os trabalhos no sistema de climatização, o Estado entra em cena. A partir disso, compraremos os equipamentos e teremos o hospital em operação ainda neste semestre”, disse. Questionado sobre a disponibilidade de recursos para equipar a unidade, ele disse que pretende “raspar o fundo do tacho” em busca da verba. Barjas confirmou as perspectivas anunciadas pelo governador e sustentou que o município deva entregar até 15 de agosto oHospitalRegional com as obras do ar condicionado concluídas. “Trabalhamos para que o hospital entre em funcionamento, mesmo que parcialmente, até o fim do ano”, disse. Sobre o problema referente à falta de leitos hospitalares em Piracicaba, Barjas explicou que o transtorno decorre do fechamento de vagas em municípios vizinhos. “Em toda a região temos um déficit de vagas do SUS porque muitos municípios eliminaram leitos. O problema já atingiu Charqueada, São Pedro e Rio das Pedras, quadro que sobrecarregou a rede de saúde de Piracicaba, que é referência para toda microrregião”, afirmou. Ele apontou que, após o início do atendimento no HR, esta dificuldade seja minimizada. “Imaginamos que boa parte deste problema seja resolvida com o hospital em funcionamento o que permitirá diminuir bastante esta fila de espera”,relatou. Ainda sobre os desafios enfrentados na administra- ção dos recursos destinados à Saúde, Alckmin ressaltou que o Estado teve que “socorrer” os hospitais de Piracicaba no ano passado por meio de verbas que complementaram os repasses oriundos do governo federal tidos como insuficientes. Ele disse ter repassado, no ano passado, R$ 13,9 milhões para despesas em atendimento à saúde em Piracicaba. “Encaminhamos R$ 8,3 milhões para a Santa Casa e R$ 5,6 milhões ao Hospital dos Fornecedores de Cana. O rombo persiste neste ano, o que, em âmbito estadual, representa um gasto a mais de R$ 90 milhões mensais. “O Ministério da Saúde não supre a demanda e isso nos representa um gasto de R$ 1,08 bilhão ao longo do ano”, disse. APARTAMENTOS — Acompanhado de Rodrigo Garcia, secretário estadual da Habitação, Alckmin entregou as 720 moradias do Residencial Parque dos Ipês. Na mesma ocasião foram liberadas as chaves das unidades. Cada família pagará parcelas mensais, que variam entre R$ 80 e R$ 120. O governo investiu R$ 14 milhões no empreendimento, cerca de R$ 19,5 mil por moradia. O investimento federal é de R$ 54,7 milhões, totalizando R$ 68,7 milhões. No ato, Alckmin visitou o apartamento da doméstica Daiane Palma, 31, que tem quatro filhos. “Estou muito feliz porque hoje gasto R$ 700 de aluguel e agora vou pagar R$ 80 no que é meu. É um dos dias mais felizes da minha vida”, afirmou. Alckmingarante funcionamentodoHR Governador disse que vai buscarrecursos para equipar a unidade M.Germano/JP

Fonte: DOMINGO, 23 DE JULHO DE 2017 JORNAL DE PIRACICABA