Dimensão ambiental - Resíduos Sólidos - resíduos de construção de Piracicaba produz cerca de 700 a 1000 t de entulho por dia

Fundamental para a organização de nossas vidas no mundo atual, o setor da construção civil é considerado um dos maiores geradores de impactos ambientais devido à geração de resíduos (entulhos). Ele engloba a confecção de obras, como: casas, edifí- cios, fundações, estradas, entre outros. De acordo com a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição - Abrecon, "entulho é o conjunto de fragmentos ou restos de tijolo, concreto, argamassa, aço, madeira, etc., provenientes do desperdí- cio na construção, reforma e/ou demolição de estruturas, como prédios, residências e pontes". Nesse sentido, a Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, define que resíduos sólidos é "material, substância, objeto ou bem descartado resultante de atividades humanas em sociedade, a cuja destinação final se procede, se propõe proceder ou se está obrigado a proceder, nos estados sólido ou semissólido, bem como gases contidos em recipientes e líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou em corpos d'água, ou exijam para isso soluções técnica ou economicamente inviáveis em face da melhor tecnologia disponível". Os rejeitos, por sua vez, consistem nos "resíduos sólidos que, depois de esgotadas todas as possibilidades de tratamento e recuperação por processos tecnológicos disponí- veis e economicamente viá- veis, não apresentem outra possibilidade que não a disposição final ambientalmente adequada". A Política Nacional de Resí- duos Sólidos coloca como princípio a visão sistêmica na gestão destes resíduos. Para tanto, existe a necessidade de cooperação entre as diferentes esferas do poder público, o setor empresarial e demais segmentos da sociedade. Cada município deve organizar a gestão de resíduos da construção civil. Em Piracicaba existe um "Plano Integrado de Gerenciamento", que disciplina as atividades dos geradores de entulho (empreiteiras e grandes construtoras), transportadores (caçambeiros e afins) e receptores (empresas privadas e poder público, que administram as áreas de transbordo e triagem). Cada um tem responsabilidade no processo de logística, que devem garantir um ciclo seguro para os resíduos, desde a origem, passando pela reciclagem, até chegar aos rejeitos finais depositados em áreas adequadas. Piracicaba produz cerca de 700 a 1000 toneladas de entulho por dia e, como todo município, tem o desafio de fortalecer uma nova economia a partir do entulho, gerando emprego e renda, além de proteger nossas áreas verdes e mananciais.

Fonte: GAZETA DE PIRACICABA PIRACICABA, DOMINGO, 14 DE JANEIRO DE 2018